FANDOM


"Sob as Árvores Salas Gêmeas..." é o septuagésimo sétimo Capítulo do Mangá Os Cavaleiros do Zodíaco de Masami Kurumada.

Resumo

Giganto de Ciclope e outros espectros tentam avançar, mas Saga os impede e adverte que encontrarão a morte ao se confrontarem com Shaka. O Cavaleiro de Virgem ao perguntar sobre as intenções dos três e descobrir que pretendiam matar Atena, deixa-os passar. Os três seguem em frente, e os demais espectros tentam, mas são todos mortos pela Rendição Divina de Shaka. Sem nenhum espectro para vigiá-los, Virgem questiona novamente sobre as intenções de Saga e os demais (Camus e Shura), mas recebe a mesma resposta e decide enfrentá-los até a morte. Shaka os guia até um campo florido ao lado de sua Casa Zodiacal, onde se encontram as Árvores Salas Gêmeas. Os três espectros atacam, e Shaka foge por pouco de seus golpes. Faz uso do Tesouro do Céu, paralisa-os e extrai o primeiro sentido, advertindo-os que a única maneira de o vencer será usando a Exclamação de Atena.

A Exclamação de Atena é um golpe onde três Cavaleiros de Ouro se unem e criam uma energia equivalente ao Big Bang, e a utilizam para derrotar um adversário. Por esse motivo, desde eras mitológicas, Atena proibiu o uso deste golpe, por considera-lo covarde e desonroso. Enquanto Saga, Camus e Shura hesitam, Shaka extrai o segundo, terceiro e quarto sentido. Finalmente os três decidem que sua honra pouco vale diante de sua missão. Eles usam a Exclamação de Atena no mesmo momento em que Shaka ordena a extração do quinto sentido. As folhas das Árvores Salas Gêmeas caem. Saga e os demais veem Shaka parado entre as Árvores Salas Gêmeas, onde ele escreve com sangue suas últimas palavras nas pétalas da árvore e as envia à Atena. Shaka então desaparece.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.