FANDOM


Lutando contra o Destino! A Rebelião Revelada! (Unmei ni Aragae! Hangyaku no Kokuhaku! 運命に抗え! 反逆の告白!é o octagésimo quinto episódio do anime Os Cavaleiros do Zodíaco Ω e também corresponde ao trigésimo quarto episódio da segunda temporada da série.

Resumo

Após castigar Paradox, Gália concentra esforços em matar Atena e os Cavaleiros de Ouro, facilmente superando-os com sua velocidade e o poder de sua Photontector. Enquanto isso, os demais cavaleiros percebem que realmente caíram numa armadilha, pois estavam correndo por um labirinto sem fim. Gália consegue desviar dos golpes de Seiya facilmente, mas quando estava prestes a matá-lo, a deusa Pallas faz um importante anúncio, interrompendo-a. Apesar das provocações para com seus inimigos, Gália sente o verdadeiro poder da constelação de Gêmeos, quandos as irmãs, Íntegra e Paradox se levantam e unem forças num comovente sacrifício!

Enredo

Gália castiga Paradox impiedosamente, atingindo-a com sua Espada Sagrada, a Lâminha Divina da Guerra (Bunshinkôriken). Ao ver sua irmã sofrendo, Íntegra parte para a ofensiva, mas Saori a aconselha em vão a não fazê-lo. Gália manuseia sua espada rapidamente e consegue derrubar Íntegra, rachando a Armadura de Ouro de Gêmeos. Paradox assiste a cena com horror.

Enquanto isso, Titan informa Pallas sobre o status no campo de batalha, assegurando a vitória de Gália perante os Cavaleiros de Ouro. Contudo, a jovem deusa não tem dúvidas sobre a obstinação dos cavaleiros, que insistem em proteger Atena ao longo das eras. Embora Pallas demonstre estar bem, Titan sente que algo a está incomodando. Hipérion escuta a conversa e está aparentemente contente com toda aquela situação.

Saori e os Cavaleiros de Ouro demonstram surpresa por Gália conseguir derrubar duas mulheres cavaleiros facilmente. Ao se exibir com sua espada condedida por um deus supremo, Gália revela o quanto a luz emitida por aquela arma era capaz de destruir seus alvos em instantes. Com uma arma divina em mãos, a terrível guerreira sente-se no direito de castigar os inúteis humanos que insistem em desrespeitar os deuses. Íntegra questiona os atos de Gália, mas esta revela que usou Paradox para seus propósitos egoístas.

Quando Gália está prestes a eliminar as irmãs gêmeas, Seiya fica em seu caminho e tenta acertá-la com seu golpe, o Meteoro de Pégaso (Pegasus Ryu Sei Ken). A espadachim consegue se esquivar facilmente, revelando que é a mais veloz dentre todos os Quatro Grandes Reis. Kiki se surpreende ao testemunhar o quanto Gália consegue se mover numa velocidade maior do que a dos Cavaleiros de Ouro. A inimiga demonstra inquietação diante do Cavaleiro Lendário e utiliza sua espada como um chamariz para os demais cavaleiros. O objetivo de Gália é desmoralizar todos os cavaleiros, fazendo com que testemunhem a derrota de Seiya.

Os Cavaleiros de Bronze se preocupam com a situação, pois não apenas Seiya, mas Saori também seria vítima da ira da inimiga. Gália não tinha dúvidas sobre sua vitória, visto que a deusa da guerra estava muito enfraquecida. Harbinger se irrita com a prepotência de Gália e a ataca com o golpe Grande Chifre (Great Horn). Gália tranquilamente se defende do golpe, comparando a fúria de Harbinger a de um bezerro desmamado. Por ser um conhecedor de armas, Kiki tenta subjulgar a oponente com as incessantes faíscas da Revolução Estelar (Stardust Revolution), porém ela se protege novamente, envergando a Photontector, a chronotector da luz.

Kiki percebe que Gália conseguiu desfazer seu ataque com a luz da Lâmina Divina da Guerra; e tudo o que conseguiu foi arruinar sua indumentária. Fria e calculista, Gália exibe sua vestimenta sagrada que reúne o poder de três Armaduras de Ouro, Câncer, Aquário e Peixes. Seiya não se deixa abater por tal revelação e eleva seu cosmo para proteger Saori, que disposta a protegê-lo, abandona seu báculo sagrado no chão e corre em seu auxílio. Contudo, Fudou a impede, alegando que Atena estaria desrespeitando os esforços dos cavaleiros em protegê-la.

Os demais cavaleiros, principalmente Kouga, se preocupam à medida que assistem à batalha através de um orb de cristal criado por Gália. Enquanto Kouga tenta destruí-lo com seus punhos, Éden, Subaru e Haruto direcionam os seus para as paredes do castelo. Nenhum deles obtém resultados vantajosos, o que faz com que o Cavaleiro de Órion constate que todos caíram numa armadilha, pois estavam seguindo sem rumo algum. Europa se diverte com a situação, pois mesmo unidos, os cavaleiros jamais conseguiriam escapar do Labirinto Infinito (Mugen Kai). 

Entretanto, ele considera Gália uma fraca por se deixar levar pelas emoções ao invés de usar a Lâmina Divina da Guerra com mais prudência e sabedoria. A morte de Atena realmente estava nos planos do misterioso deus, a quem Europa e Gália serviam tão fielmente. Gália continua sua luta contra Seiya e consegue encurralá-lo, mas eis que ele toma distância quando a inimiga se distrai com o cosmo de Pallas. Titan está enaltecido diante da força de sua deusa. Pallas ordena que Gália abaixe a espada e concentre esforços em matar apenas os Cavaleiros de Atena.

A mensageira de deus se recusa a obedecer Pallas, revelando que jamais serviria uma deusa caprichosa e que não é amada por ninguém. Pallas, por sua vez, surpreende a todos, afirmando já conhecer os propósitos do misterioso deus que a instigou a desafiar Atena. Pallas se deixou enganar e promete fazer de tudo para proteger sua irmã mais velha da ameaça de Gália, que debocha cada vez mais do amor e da amizade. Gália despreza Pallas por ser tão egoísta e mimada a ponto de ignorar seus súditos a qualquer momento; um sentimento digno dos humanos.

Paradox se irrita com o desprezo de Gália, pois lutou muito para ser amada e reconhecida por alguém. Ao ver Íntegra preocupada com seu estado, ela se levanta novamente para lutar. Paradox está determinada a mostrar o quanto o destino da constelação de Gêmeos, cruel e medonho perante eras, pode ser alterado, com força de vontade e união com o ente mais próximo. Mesmo ciente dos riscos que sua irmã corria, Íntegra resolve elevar seu cosmo ao infinito para ajudá-la em sua missão.

Pela primeira vez, as irmãs lutam sob a regência de Gêmeos, demonstrando uma sincronia incrível. Elas pedem que Seiya e os demais se afastem, pois estavam prestes a derrotar Gália em seu jogo de poder. Paradox não tem dúvidas sobre a derrota inevitável de Gália diante dos Cavaleiros de Atena e junto com Íntegra, não se importa de sacrificar sua vida. Íntegra revela o quanto estava contente em poder lutar ao lado de sua irmã mais velha. Gália não poupa as irmãs de suas ofensas, mas Paradox e Íntegra se divertem ainda mais com a situação, visto que uma mulher tão vil quanto a inimiga jamais poderia compreendê-las, mesmo que quisesse.

Fudou e Atena estão impressionados com a união dos cosmos das irmãs, que atacam Gália com o lendário golpe da constelação de Gêmeos, o Outra Dimensão (Another Dimension). Gália faz o possível para se proteger com o poder de sua espada, enquanto Fudou impede que Atena também seja atingida. Harbinger sequer poderia imaginar que as mulheres cavaleiros tinham um enorme poder; Kiki revela a ele que aqueles escolhidos pela Armadura de Ouro de Gêmeos tem a capacidade de abrir portas para distintas dimensões do universo e aprisionar seus oponentes nelas por toda a eternidade.

Gália consegue dissipar o ataque e faz o que as irmãs gêmeas estavam planejando, alterar as dimensões do Labirinto Infinito para guiar os demais cavaleiros até Atena. Hyoga e Shun, se dirigem até Europa para confrontá-lo. Europa se mostra surpreso com a sagacidade de seus inimigos, mas resolve fugir, pois precisava ainda de mais tempo para ressuscitar seu mestre. Shun o captura com a Corrente de Andrômeda, impedindo sua fuga. Kouga e os outros se reencontram, completamente surpresos com o sacrifício de Paradox. Antes de morrer, ela confessa a Íntegra o quanto a amava.

Seiya e os demais percebem que Shiryu resolveu acompanhar os jovens até o local. Gália custa a acreditar que as duas irmãs resolveram confiar a luta aos jovens cavaleiros. Todos, principalmente Ryuho estão surpresos por ver o quanto Paradox morreu dignamente. Não apenas os Cavaleiros de Ouro como também Atena reconhecem o valor de Paradox no campo de batalha enquanto Íntegra se entristece por perder sua única irmã. Atena promete dar um fim ao conflito com Pallas, que se estende desde os tempos mitológicos. O cosmo das deusas ressoam por Pallas Belta - à medida que Saori emanava seu cosmo, ele era direcionado à espiral negra no braço de sua irmã caçula.

Pallas é contemplada por uma nova transformação, tornando-se uma mulher tão bonita quanto sua irmã Atena. Apesar de tudo, Pallas considera uma ironia ter de ver seu amor ser demonstrado pela valentia dos cavaleiros, ao passo que Titan se aproxima para confortá-la. A deusa não acredita nas intenções dele, mas Titan afirma o quanto ela mudou o seu mundo ao ser gentil e amável com ele. Embora Titan tivesse sido ordenado por seu deus a servir Pallas temporariamente, ele lhe jura lealdade e amor eternos. Pallas se preocupa, pois Titan poderia ser severamente punido caso desobedecesse o deus de quem recebeu a poderosa Espada da Criação (Tenjinsôseiken).

Titan e Pallas se abraçam emocionados. O guerreiro promete protegê-la até o fim, mesmo que seja castigado severamente por isso. Ele já não conseguia mais se desvencilhar dos sentimentos que o uniam à Pallas, a quem ele verdadeiramente reconhecia como a deusa do amor. Hipérion lamenta presenciar aquilo e está certo de que Titan terá uma morte dolorosa por sua traição. Logo, aqueles que acabaram de conhecer o amor sentiriam na pele a fúria do verdadeiro inimigo de Atena...

Acontecimentos Importantes e Curiosidades

  • Morte de Paradox - Atena reconhece o valor de uma mulher cavaleiro no campo de batalha, após esta se arrepender e lutar em nome do amor ao lado de Íntegra, a Amazona de Ouro de Gêmeos. As irmãs gêmeos uniram forças para romper o Labirinto Infinito de Europa e guiar os demais cavaleiros até Gália para derrotá-la;
  • Gália revela suas habilidades no campo de batalha e ágil manueio com a espada, provando ser a mais veloz dentre os Quatro Grandes Reis, que não renasceram para servir Pallas como seus súditos de primeira classe; pelo contrário, Gália afronta a irmã de Atena, considerando-a mimada demais para ser amada por alguém. Diferente dos demais, ela foi a primeira a afrontar a deusa diretamente. O termo japonês Hangyaku no Kokuhaku (反逆の告白) é originário de um dos períodos mais conturbados da História do Japão, o Período das Guerras Civis (Sengoku Jidai 戦国時代), também conhecido como Período Sengoku. Tal termo é apropriado para o título deste episódio, pois designa o ato de inimigos infiltrados às escondidas em território inimigo - fato retratado com a ação dos Quatro Grandes Reis em Pallas Belta, território da deusa Pallas. Ao contrário do termo original, que designa uma estratégia surpresa de ataque, a roteirista da série Ômega, Reiko Yoshida preferiu usar o termo hangyaku como sinônimo de traição, ao contrário de rebelião, ou revolta, seus significados mais vigentes e aceitos conforme o Nippo Jisho (日葡辞書), o Vocabulário da Língua Japonesa, um dos primeiros livros a mostrar traduções da língua nipônica para o Ocidente. O enredo de Yoshida não mostrou necessariamente uma traição, visto que Pallas demonstrou estar ciente sobre os planos dos Quatro Grandes Reis e seu deus;
  • Titan confessa seu amor por Pallas e promete protegê-la, ciente do castigo que receberia do verdadeiro articulador de toda aquela guerra;
  • O destino de Gêmeos e sua constelação - No mito, os gêmeos partilham a mesma mãe, porém têm pais diferentes - o que significa que Pólux, por ser filho de Zeus, era imortal, enquanto Castor não o era. Com a morte deste, Pólux pediu a seu pai que deixasse seu irmão partilhar da mesma imortalidade, e assim teriam sido transformados na constelação de Gêmeos. Os dois são tidos como padroeiros dos marinheiros e navegantes, e segundo as lendas, apareciam diante deles em momentos de desespero, na forma de chamas de Santelmo. Na franquia de Saint Seiya, os guerreiros protegidos por Gêmeos sofrem um destino de amor e ódio praticamente intermináveis - pois um deve viver à sombra do outro. Contudo, este episódio foi o primeiro a mostrar duas guerreiras, ainda por cima, irmãs de sangue, lutando juntas após constatarem o quanto estavam equivocadas por terem de seguir um destino cruel. Na Grécia Antiga, a aparição de um único fogo-de-santelmo era conhecido como Helena, enquanto que dois eram chamados de Castor e Pólux;
  • Conforme já salientado, a segunda temporada de Os Cavaleiros do Zodíaco Ômega  (Saint Seiya Omega) está em lançamento no Japão, mas não na forma de DVD/Blu-Ray avulso, e sim em formato box, algo incomum por lá. A primeira box está confirmada com 26 episódios (correspondentes do 52 ao 77) para o dia 29 de janeiro de 2014, compilados em 6 discos DVD (custo aproximado de 33900 Yen, correspondentes a R$ 787,00 + impostos + frete) e 4 discos na versão Blu-Ray (custo aproximado de 39990 Yen, correspondentes a R$ 934,00 + tributos e frete). Os fãs podem contar com um livreto de 24 páginas, aberturas sem crédito e com capas desenhadas por Keichi Ichikawa, notório por seus trabalhos na primeira série da franquia Yu-Gi-Oh!Os fãs podem conferir as imagens das capas no site oficial brasileiro;
  • Um anúncio divulgado pela Bandai Visual revela que o box em DVD e Blu-Rey do arco A Saga do Despertar do Ômega (Ω覚醒編 Omega Kakusei Ken), que traz o episódio 97, será o último volume da série. Curiosamente, em 2013, a Bandai havia utilizado do mesmo discurso quando lançou o volume 13 do DVD e Blu-Ray de Ômega (correspondente aos episódios 49 a 51), rotulado naquele momento como o último volume. Contudo em abril do mesmo ano, o animê ganhou um novo arco a partir do episódio 52. Não foi confirmada ainda uma terceira temporada, e muitos críticos alegam que o motivo esteja relacionado às recentes perdas de público - os produtores de Ômega admitiram que há um conflito de gerações que impede o avanço da série.

Personagens aparecem na seguinte ordem

  • Paradox
  • Gália
  • Íntegra
  • Saori Kido (Atena)
  • Seiya
  • Kiki
  • Titan
  • Pallas
  • Hipérion
  • Harbinger
  • Fudou
  • Shun
  • Souma
  • Kouga
  • Yuna
  • Subaru
  • Éden
  • Haruto
  • Hyoga
  • Ryuho
  • Shiryu
  • Europa
  • Deus misterioso - apenas mencionado
  • Saga - apenas descrito
  • Kanon - apenas descrito

Técnicas e Armas Utilizadas

  • Lâmina Divina da Guerra (Bunshinkôriken) por Gália;
  • Meteoro de Pégaso (Pegasus Ryu Sei Ken) e Trovão Atômico (Atomic Thunderbolt) por Seiya;
  • Grande Chifre (Great Horn) por Harbinger;
  • Revolução Estelar (Stardust Revolution) por Kiki;
  • Labirinto Infinito (Mugen Kai) por Europa;
  • Outra Dimensão (Another Dimension) por Íntegra e Paradox;
  • Kahn (Proteção) por Fudou;
  • Onda Relâmpago (Thunder Wave) por Shun.

Prévia (Próximo Episódio)

  • "Gália, não subestime os humanos!" - com estas palavras, Kouga e seus amigos avançam em direção ao perigo para abrir um caminho cheio de esperanças. Uma vez que os humanos tem um tempo limitado, os Cavaleiros de Bronze estão dispostos a provar que os milagres podem acontecer quando eles enxergam a esperança na união com os companheiros. Chegou o momento das armaduras brilharem com o poder infinito da amizade!

Galeria

Lista de Episódios Saint Seiya Ω
Saga de Marte 010203040506070809101112131415161718192021222324252627282930313233343536373839404142434445464748495051
Saga de Pallas 52535455565758596061626364656667686970717273747576777879808182838485868788899091929394959697
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.