Artigo
Galeria


O relinchar do Unicórnio ecoa pelo céu estrelado!

Enciclopédia Oficial.

Jabu de Unicórnio (一角獣星座の邪武, Yunikōn no Jabu) é um Cavaleiro de Bronze de Atena do seculo XX.

Histórico

Origem do Nome

Numa tradução literal significa Guerreiro que combate o Mal.

Aparência

JABU DE UNICÓRNIO.png

Jabu é um jovem de boa aparência, cabelos castanhos curtos ondulantes, olhos esverdeados (diferindo ligeiramente de sua versão mangá, onde os cabelos são pretos). Apesar de japonês, sua pele é mais morena que a de seus colegas, muito em razão do lugar para onde foi enviado para efetuar seu treinamento.

Infância e treinamento

Mangá - Filho não-reconhecido de Mitsumasa Kido, Jabu foi posto sob tutela da Fundação Graad, vivendo por um tempo em um orfanato, junto a outros órfãos, recebendo treinamento físico moderado. Chega o dia em que cada menino seria enviado para diversas partes do mundo, com a missão de se tornarem Cavaleiros e trazerem de volta as Armaduras. Jabu foi enviando para Orã na Argélia, voltando de lá como Cavaleiro de Unicórnio.

Anime - Os pais de Jabu, bem como da maioria dos órfãos, são desconhecidos.


Guerra Galáctica

Jabu atinge Ban de Leão Menor

Anime - Jabu retorna ao Japão para participar da Guerra Galáctica, a convite de Saori Kido, por quem era apaixonado desde criança. 

Sua primeira luta é contra Ban de Leão Menor. Passando dificuldades, Jabu vira a luta a seu favor e derrota Ban, classificando-se para a segunda etapa do torneio. Quando Seiya retorna ao Japão e se recusa a participar da Guerra Galáctica, Jabu reacende  antigas rixas entre eles. Jabu manda Seiya partir e deixar a Armadura de Pégaso. Ao ser ignorado, Jabu usa sua telecinesia, cortando as alças da Caixa de Pandora, atingindo Seiya superficialmente, que tem a camisa danificada. Seiya responde projetando socos tão rápidos que atingem Jabu no ombro direito, destruindo a parede ao fundo (no mangá o ataque de Seiya deixa as roupas de Jabu em farrapos).

Jabu vs Ban de Leão Menor (Mangá).

Mangá - Jabu enfrenta Ban de Leão Menor na segunda luta. Na versão em mangá, a batalha se dá de forma relâmpago, com o Cavaleiro de Unicórnio conquistando uma vitória incontestável.

Jabu vs Shun.

Sua segunda luta é contra Shun de Andrômeda. Subestimando os poderes da corrente, Jabu ataca Shun por todos os lados, mas a Corrente de Andrômeda o atinge em todas as ocasiões, deixando sua armadura danificada. Buscando uma abertura, Jabu ataca por cima, sendo duramente atingido e posto no chão. A luta acaba interrompido pela chegada de Ikki de Fênix, que ataca Shun. Jabu tenta desafiá-lo, mas é atingindo no ombro por Fênix, e devido aos ferimentos da luta anterior acaba caindo desfalecido e com sua armadura destroçada. [6][7]

Batalha das Doze Casas

Jabu jura zelar por Saori.

Depois de sua derrota, Jabu retorna à Argélia, onde aprimora suas técnicas. Reaparece no Santuário, junto a Ichi, Ban, Geki e Nachi, salvando Tatsumi e Saori dos soldados que os atacavam.[8][9]Sabendo da real identidade de Saori como Atena, o Cavaleiro de Unicórnio continua a prestar fidelidade, se prontificando a zelar pelo bem-estar da deusa. Em dado estante, porém, Tatsumi e os demais se cansam de esperar e resolvem percorrer as doze casas, atitude que Jabu desaprova por estar ciente da diferença de poderes entre eles e o grupo de Seiya. Quando a flecha é retirada, e Saori sobe as casas zodiacais, eles a acompanham até a derrota de Saga de Gêmeos.[10]

Saga de Asgard

Jabu é derrotado por Shido.

Aparece junto com os Cavaleiros de Bronze menores, no jardim da Mansão Kido, onde informa Saori sobre a derrota de Aldebaran de Touro. Pouco depois surge Shido de Mizar, que se apresenta como um Guerreiro Deus de Asgard, e autor do ataque ao Cavaleiro de Touro. Com intenção de tomar a cabeça de Atena, Jabu tenta enfrentá-lo, mas acaba rapidamente vencido. Acabou salvo por Shun e Seiya, que assumem a luta contra o Guerreiro Deus.[11]

Saga de Poseidon

Jabu informa Tatsumi do caos no mundo.

Permanecendo na Mansão Kido, desde seu confronto com Shido, Jabu surge para informar Tatsumi de gigantescas ondas arrasando várias porções costeiras da Europa e do mundo.[12] Não tomando participação ativa no confronto contra Poseidon, Jabu permanece na expectativa, apreciando, junto aos demais, as nuvens de chuva se dissipar e o céu se abrir - evidenciando que o deus dos mares fora vencido.[13]

Saga de Hades

São poucas as alterações entre mangá e anime da participação do Santo de Unicórnio. Originalmente Jabu surge para defender Nachi e Ichi do ataque de estranhas entidades encapuzadas. Unindo-se aos colegas na vigília do Santuário, Jabu descobre os túmulos de vários cavaleiros violados. Estranhamente, porém, os mesmos pareciam ter sido abertos pelo lado de dentro. A amazona de prata de Ofiúco, Shaina, suspeita ser obra de Hades, deus do mundo inferior, como parte de um plano para destruir o Santuário de dentro. Posterior a isso, Jabu, junto a Nachi e alguns soldados, aparece incendiando os túmulos, para impedir que o regente do submundo continuasse a ressuscitar os mortos.

Jabu ajuda a proteger Seika.

Enquanto Seiya e os demais cavaleiros enfrentam as tropas de Hades, do Meikai aos Campos Elíseos, Jabu permanece no Santuário, onde por intermédio de Marin de Águia acaba conhecendo Seika, a desaparecida irmã mais velha de Seiya.

Quando Thanatos, o deus da morte, manifesta intenção de assassinar Seika, Jabu é um dos que se projetam na frente da irmã de Seiya para protegê-la, criando uma barreira feita com o cosmo dos Cavaleiros de bronze menores, das amazonas Marin de Águia, Shaina e Kiki. Apesar da barreira ter sido desfeita, foi suficiente para fazer Seiya reagir e derrotar o deus. Apesar de ferido, Jabu e os outros conseguem sobreviver.

Outras Aparições

Prólogo do Céu

Jabu confronta Seiya.

Com o encerramento das batalhas contra Hades, tendo as forças atenienses triunfado, Artemis, irmã mais velha de Saori, surge e impõe sua dominância, exigindo que a irmã lhe entregasse a Terra. Feito isso a deusa cria seu Santuário onde outrora era o de Atena. Quando Seiya, até então catatônico, desperta e sai a procura de Saori, chega ao Santuário, estranhando a mudança radical. Sem entender, enfrenta Jabu, Ichi e Shaina, que se proclamam servos da deusa Artemis. Enfrentando um pégaso desmotivado, o trio consegue jogá-lo do alto de um precipício. Mais tarde, quando o cosmo de Seiya aparentemente some, Shaina murmura seu nome, ao que Jabu diz achar que o mesmo não voltaria por haver desistido.


Gigantomaquia

Um romance de Saint Seiya, escrita por Tatsuya Hamazaki. Com a ameaça crescente dos Gigas, servos de Tífon, Jabu acaba convocado por Nicol de Altar, Grande Mestre interino, para atuar na segurança interna do Santuário. Na ocasião o Cavaleiro de Unicórnio pergunta por Mei, outro dos órfãos sobrevivente.[14]

Habilidades de luta

Telecinesia de Jabu.

Jabu tem o controle básico do cosmo, podendo chegar a velocidade Mach 1, demonstrando também habilidades de combate corpo a corpo elevadas, principalmente no uso de suas pernas em combate. No anime demonstrou um nível básico de telecinesia ao desestabilizar Ban de Leão Menor com o cosmo emitido do chifre de seu elmo e ao encontrar com Seiya de Pégaso, quando este se recusa a deixar a Armadura, cortando as alças da urna de Pégaso com sua telecinesia.

Técnicas Secretas

Galope do Unicórnio.gif

Galope do Unicórnio

Curiosidades

  • Na primeira dublagem realizada pela extinta Gota Mágica, foi chamado Jabu de Capricórnio.

Jabu e Saori.

  • Desde criança, Jabu demonstrou interesse amoroso por Saori, sempre se voluntariando para fazer tudo para lhe agradar (muito embora essa subserviência não fosse recompensada). Os anos em que ficou afastado não diminuiu esse sentimento, e após consagrar-se cavaleiro, Jabu regressa ao Japão com o firme propósito de conquistar a neta de Mitsumasa Kido. Mesmo não tomando participação na grande maioria dos confrontos, sua lealdade e carinho para com Saori não esmoreceu.
  • Algo não especificado, tanto no anime como mangá, é o fato da Armadura de Unicórnio ter sido totalmente destruída na Guerra Galáctica, ficando implícito que talvez Jabu a tenha levado para Mu consertá-la. No mangá, enquanto as armaduras dos cinco cavaleiros principais evoluíram de formato a cada confronto, a de Jabu e dos demais Cavaleiros de Bronze Menores conservaram o formato original.

Navegação

Referências Bibliográficas e Notas

  1. Perfil do personagem no Site Oficial
  2. Perfil do personagem no Site Oficial
  3. Perfil do personagem no Site Oficial
  4. Perfil do personagem no Site Oficial
  5. Perfil do personagem no Site Oficial
  6. Anime Os Cavaleiros do Zodíaco - Episódio 6
  7. Mangá Os Cavaleiros do Zodíaco - Volume 3
    Capítulo 9
  8. Anime Os Cavaleiros do Zodíaco - Episódio 61
  9. Mangá Os Cavaleiros do Zodíaco - Volume 10
    Capítulo 37
  10. Anime Os Cavaleiros do Zodíaco - Episódio 73
  11. Anime Os Cavaleiros do Zodíaco - Episódio 74
  12. Anime Os Cavaleiros do Zodíaco - Episódio 100
  13. Anime Os Cavaleiros do Zodíaco - Episódio 114
  14. Novela Saint Seiya: Gigantomaquia - A História de Sangue - Sangue - Parte 2
Cavaleiros de Atena
Deus
Grandes Mestres
Cavaleiros e Amazonas de Ouro
Cavaleiros e Amazonas de Prata
Cavaleiros e Amazonas de Bronze
Cavaleiros e Amazonas de Patente Desconhecida
Cavaleiros e Amazonas de Aço
Cavaleiros e Amazonas sem Constelação
Soldados, Aprendizes e Subordinados
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.