Artigo
Galeria

Seus poderes mentais e a boca abusada são maiores que a de um Cavaleiro?!

Enciclopédia Oficial.

Kiki de Appendix, mais conhecido como simplesmente Kiki, é um garoto lemuriano, auxiliar e aprendiz de Mu de Áries em Jamiel. Grande amigo de Shiryu de Dragão e Seiya de Pégaso, ajuda os Cavaleiros de Bronze sempre que necessário. Por ser criança, a Toei resolveu o aproveitar mais no anime.

Etimologia

Em japonês significa Demônio Honrado.

Características

Aparência

No mangá Kiki não possui calças, além de aparentemente ser vesgo. Já no anime, deram-lhe calças brancas e olhos azuis. Em ambas as versões, Kiki possui dois estranhos sinais no lugar das sobrancelhas, sendo essa uma marca particular. Os olhos cão castanhos e arrepiados.

Personalidade

Prestativo e arteiro são o que melhor descrevem Kiki. Sendo ainda uma criança, costuma agir de modo infantil, como quando atacou Shiryu ao chegar ao palácio de Mu, ou usou de seus poderes para levitar Tatsumi quando o mesmo lhe faltou com respeito. Mesmo assim, quando precisa ser sério, Kiki é tão prestativo quando se poderia esperar. Na batalha de Seiya contra Misty, Kiki usa seus poderes para trazer a Armadura de Pégaso. Durante as batalhas contra Poseidon, Kiki foi encarregado de levar a Armadura de Libra até os Cavaleiros de Bronze, possibilitando que os mesmos derrubassem os pilares.

Histórico

Kiki é primeiramente visto nas montanhas de Jamiel. Na ocasião, ele recepciona um cansado Shiryu de Dragão, que trazia consigo as Armaduras de Dragão e Pégaso, as quais haviam sido destruídas durante o torneio da Guerra Galáctica. Inicialmente Kiki usa de sua telecinese para fazer com que uma chuva de pedras caia sobre Shiryu. O Cavaleiro de Dragão resiste ao ataque, comentando que aquela não era a forma de receber um viajante cansado, exigindo falar com o dono do lugar. Kiki diz que não existe entrada ou saída do palácio, e que caso Shiryu conseguisse subir ele o atenderia. O Cavaleiro de Dragão manifesta seu Cosmo contra a estrutura, conseguindo separar a base dos andares, derrubando Kiki. Shiryu pede que o mesmo restaurasse as Armaduras, ao que Kiki responde não ser Mu.

Kiki pede a Mu que salvasse Shiryu.

Enfim o verdadeiro Mu aparece. Depois de restaurar o palácio, Mu explica que aquelas Armaduras estavam mortas, não havendo chance de restaurá-las. Shiryu pede que Mu o ajudasse, ao que ele finalmente consente. Mu explica que para reparar uma Armadura morta era necessário sangue de Cavaleiro, um terço de sangue, o que provocaria a morte. Shiryu corta os pulsos doando seu sangue para restaurar a Armadura de Pégaso. Kiki nota que já tinham sangue suficiente, pedindo a seu mestre Mu que salvasse Shiryu. A devoção do Cavaleiro de Dragão em arriscar a vida pelo amigo faz Mu interceder, estancando o sangramento e pedindo a Kiki que trouxesse suas ferramentas. O menino se alegra, comentando com alegria a Shiryu que as Armaduras seriam restauradas. Shiryu, porém, não podia ouví-lo. Mu explica que o Cavaleiro devia estar as portas do outro mundo, e se ele iria cruzá-la ou voltaria dependeria unicamente da sua força de vontade.

Batalha contra os Cavaleiros Negros

Kiki e Seiya se conhecem.

Quando as Armaduras são restauradas, Shiryu e a Armadura de Dragão são deixados aos cuidados de Mu, enquanto Kiki empreende jornada levando a Armadura de Pégaso até o Vale da Morte. Primeiramente ele surge diante de Seiya na forma de Shiryu para comprovar tratar-se da pessoa correta. Eventualmente a imagem de Shiryu assume a forma de um dragão que voa para os céus, deixando a urna da Armadura de Pégaso. Seiya veste a Armadura, mas fica sem entender o que foi tudo aquilo. Quando a urna começa a levitar Seiya direciona um ataque, revelando a presença de Kiki. O menino explica tudo, deixando Seiya emocionado pelo sacrifício do amigo. Antes de partir, Seiya entrega a Kiki um dos guizos dizendo para Kiki entregá-lo a Shiryu quando aparecesse.

Kiki entrega o guizo a Shiryu.

Kiki fica entediado pela falta do que fazer, decidindo acompanhar o andamento dos combates. Ele sente a presença de alguém se aproximando, oculto no nevoeiro. O menino dissipa a névoa, revelando tratar-se de Shiryu. Kiki se alegra em vê-lo, e embora ainda não estivesse 100% Shiryu vestia sua Armadura de Dragão recém-restaurada por Mu, indicando que tomaria participação nos combates. Antes de partir, Kiki lhe entrega o guizo dizendo ter sido a pedido de Seiya.

Batalha contra os Cavaleiros de Prata

Mangá - Kiki acompanha Mu de Áries quando o mesmo salva os Cavaleiros de Bronze da destruição do Monte Fuji - obra de Misty de Lagarto. O menino acompanha a batalha entre Seiya contra Misty, ficando aliviado pela vitória do Cavaleiro de Pégaso.

Kiki castiga Tatsumi.

Anime - Com o término das batalhas contra os Cavaleiros Negros, Kiki não regressa a Jamiel, mas passa alguns dias, primeiro na Mansão Kido, onde tem atritos com Tatsumi do modo como o trata, e usa seus poderes para castigar o mordomo. Com a subsequente invasão e destruição da mansão, Kiki vai morar no orfanato Os Filhos das Estrelas, interagindo com as outras crianças, usando seus poderes para se destacar numa partida de futebol. Acompanho Seiya e Mino a um passeio a praia, o grupo é surpreendido com a chegada de Marin de Águia e Misty de Lagarto cuja missão era assassinar Seiya. Kiki usa seus poderes e trás a Armadura de Pégaso, dando a Seiya condições minímas para lutar. Mesmo assim, a situação continua complicada e piora quando Marin aparentemente mata Seiya. Kiki não acredita na morte de Seiya, mesmo depois de seu corpo ser enterrado. Negando-se a crer em sua morte, o menino escava a areia, mas é repreendido por Misty que o manda para os ares.

Aracne interroga Kiki.

Mais tarde, Kiki viaja junto de Seiya até a Monte Jandara, a procura da água da vida, a qual poderia restaurar a visão de Shiryu que havia se cegado para derrotar Algol de Perseu. Kiki até tenta se teleportar, mas sente Jandara emitindo um forte poder espiritual que bloqueia seus poderes. A solução seria escalar o monte. Enquanto o Cavaleiro de Pégaso parte para a missão, Kiki o espera. Aracne de Tarântula aparece, exigindo saber de Kiki a localização de Mu. Kiki diz desconhecer o paradeiro de Mu e não levaria o estranho até ele mesmo que soubesse. Irritado, Aracne arremessa Kiki contra as pedras, sendo salvo por Seiya que derrota o Cavaleiro de Prata,

Batalha contra os Cavaleiros de Ouro

Kiki,na companhia de Mu.

Quando os Cavaleiros de Bronze chegam ao Santuário, Saori é alvejada no peito por uma flecha disparada por Ptolemy de Flecha. Cabia aos Cavaleiros atravessar as doze casas e trazer o Grande Mestre para extrair a flecha. Ao chegarem a primeira casa são recebidos por Mu de Áries e Kiki. O menino, a pedido de Mu, mostra o quão danificada estavam as Armaduras de pégaso, dragão, cisne e andrômeda. Mu afirma que ao primeiro contato com os Cavaleiros de Ouro, elas seriam destruídas. O Cavaleiro de Áries conserta as armaduras, além de explicar a Seiya e aos outros o significado do Sétimo Sentido. Enquanto os Cavaleiros partem através das doze casas, Mu e Kiki fazem a segurança de Atena.

Casa de Escorpião - Enquanto Hyoga combatia Milo de Escorpião, Tatsumi chega para fazer a vigília de Saori. Uma horda de Soldados Rasos vem se aproximando, com intuito de matar Saori. Mu e Kiki partem, deixando Tatsumi sozinho. O menino protesta pela decisão de seu mestre de abandonar Atena, mas logo surgem reforços para socorrer Tatsumi na forma de Jabu de Unicórnio, Geki de Urso, Nachi de Lobo, Ichi de Hidra e Ban de Leão Menor.

Templo de Atena - Quando Seiya finalmente direciona o escudo da estátua de Atena, a flecha dourada desaparece do peito de Atena. A deusa e seus Cavaleiros começam a subir as doze casas, chegando até o Templo de Atena, onde Seiya enfrentava Saga de Gêmeos, a identidade por trás do Grande Mestre. Kiki fica de fora do combate final, acompanhando a derrota de Saga que se redime de seus pecados.

Saga de Asgard

Kiki e Tatsumi são derrotados por Shido de Mizar.

Saga exclusiva do Anime - Kiki e Saori passeavam alegremente no jardim da Mansão Kido quando Tatsumi surge com a notícia de que Aldebaran de Touro havia sido derrotado com apenas um golpe. Nesse momento, aparece Shido de Mizar, um Guerreiro Deus oriundo do país nórdico chamado Asgard, com a missão era assassinar Atena.

Jabu, Geki, Nachi, Ichi e Ban até tentam combater a ameaça, porém o Guerreiro Deus facilmente os derrota. Kiki e Tatsumi se colocam frente Saori, mas são derrotados com um só movimento. Saori só não acaba morta por interferência de Shun de Andrômeda e Seiya de Pégaso, ambos vestindo suas novas armaduras.

Com a batalha sendo inevitável, Saori, Kiki e os Cavaleiros de Bronze vão até Asgard, ondesão recebidos por Hilda de Polaris, a representante de Odin. Enquanto Saori usa seu Cosmo para impedir que todo o gelo derreta e inunde a terra, Kiki e Freya zelam por sua segurança. Mais tarde, Kiki está numa cabana, cuidando de Freya que havia sido ferida por Hagen de Merak. Ao final das batalhas Saori é sequestrada por Poseidon, imperador dos mares.

Saga de Poseidon

Kiki vs Thetis de Sereia.

Anime - Kiki deixa Asgard com Shiryu, indo para os Cinco Picos Antigoz de Rozan, onde escutam do Mestre Ancião informações a cerca do imperador dos mares. Armado de informações os dois penetram a Fortaleza Submarina, sendo surpreendidos por Thetis de Sereia. Kiki se prontifica a enfrentá-la, permitindo a Shiryu continuar enfrente. A marina não considera o menino como um rival a altura, o que faz Kiki proferir zombarias. Kiki usa sua telecinese para levitar várias pedras, as lançando contra Thetis que evita facilmente o ataque. Prestes a morrer, Kiki acaba salvo por Shaina de Ofiúco, que trouxera a Armadura de Libra com a qual seria possível derrubar os sete pilares que sustentavam o reino submarino. Kiki é incumbido de levar a Armadura de Ouro à Seiya e os demais, enquanto Shaina fica para combater Thetis.

Pilar do Oceano Pacífico Norte - Kiki chega momentos antes de Seiya tentar jogar-se contra o pilar para derrubá-lo. Tomando emprestado um dos escudos de libra, o Cavaleiro de Pégaso derruba o pilar.

Kiki e Shun ao lado de Io

Pilar do Oceano Pacífico Sul - Novamente Kiki chega a tempo de impedir, dessa vez, Shun de se sacrificar. Shun pega a Barra Dupla, destruindo o pilar e acidentalmente matando Io de Scylla que se jogou na tentativa de protegê-lo.

Pilar do Oceano Índico - Chegou após a feroz batalha entre Shiryu e Krishna de Chrysaor. Novamente cego, o Cavaleiro de Dragão pede que Kiki o oriente, usando a espada de libra para destruir o pilar. Depois disso incumbe Kiki de seguir com sua missão.

Pilar do Oceano Antártico - Chegou quando a luta havia praticamente acabado, deparando-se com Ikki de Fênix, ao lado dos corpos de Seiya, Hyoga e Shun - todos desacordados - além de Kasa de Lymnades morto. Ikki usa o Tridente de libra e derruba o pilar. Em seguida, o Cavaleiro de Fênix parte para o Templo de Poseidon.

Kiki e espancado por Isaak.

Pilar do Oceano Ártico - Pela primeira vez, Kiki chega antes do término da luta. Isaak de Kraken ordena ao menino que lhe entregasse a Armadura de Libra. Kiki bravamente recusa a ceder a ordem, sendo barbaramente espancado pelo General Marina que só não mata por interferência de Hyoga que pede a Kiki que descansasse. Depois de derrotar Isaak, o Cavaleiro de Cisne usa a Tonfa e destrói o pilar.

Pilar do Oceano Atlântico Sul - Kiki chega no exato momento em que Shun derrota Sorento de Sirene. O pilar é derrubado, mas qual arma Shun usou não é mostrado.

Sorento instrui Kiki a entregar a Armadura de Libra a Ikki.

Pilar do Atlântico Norte - Acompanhado de Sorento, Kiki chega ao último pilar, onde escuta as conspirações de Kanon de Gêmeos para dominar a terra e o mar. Irritado com a revelação Sorento instrui Kiki a entregar a Armadura de Libra a Ikki. O menino lança um dos escudos de libra com o qual o Cavaleiro de Fênixi põe a baixo o último dos pilares.

Mangá - Depois de auxiliar Ikki, Kiki ruma até o Templo de Poseidon, levando consigo a Armadura de Libra que é vestida por Shiryu. Exaurindo suas forças, Kiki cai desacordado. Poseidon é finalmente derrotado por Atena que, usando sua cosmo-energia, salva todos.

Saga de Hades

Durante os eventos da Saga de Hades, Kiki permanece no Santuário, contribuindo para a guarda do lugar. Em dado momento, é apresentado a Seika, a irmã mais velha de Seiya, encontrada por Marin de Águia, vivendo no vilarejo nos arredores do Santuário. Contudo, a jovem sofrera um grave acidente que a fez esquecer-se do irmão mais novo.

Kiki é atingido por Thanatos.

O momento de revelação é interrompido quando Thanatos, deus da morte, nos Campos Elísios, tenta atacar Seika. Kiki é o único capaz de enxergar as esferas de cosmo-energia lançadas por Thanatos. Sem titubear Kiki corajosamente tenta deter o ataque do deus da morte, fazendo do corpo um escudo, conseguindo protegê-la mesmo tendo sido atingido severamente. O próprio Thanatos fala aos presentes, dizendo ser inútil o esforço de proteger Seika, lançando mais ataques. Kiki orienta os Cavaleiros sobre a direção dos ataques de Thanatos, para que possam proteger Seika, com Marin de Águia e Shaina de Ofiúco sendo diretamente atingidas, mas também conseguindo evitar a morte de Seika.

Kiki, ao lado de Geki, comemora a vitória dos Cavaleiros sobre Hades.

Inspirados pela devoção a seu amigo, Jabu de Unicórnio, Nachi de Lobo, Ban de Leão Menor e Geki de Urso se unem a Kiki e às Amazonas de Prata para proteger Seika. Juntos, são capazes de erguer uma barreira de Cosmo. Kiki e todos os presentes exaurem suas cosmo-energia para deter o deus da morte, garantindo a segurança de Seika. No final, Kiki e os demais respiram aliviados quando a luz do sol volta a brilhar, sinalizando a derrota de Hades.

Outras Aparições

Gigantomaquia

Evento situado depois da Saga de Poseidon e antes da Saga de Hades. Os Gigas, servos do maléfico deus Tífon, invadem o Santuário para declarar Guerra. Seiya de Pégaso é o primeiro a enfrentar os invasores, mas sem vestir sua armadura está em desvantagem. Kiki surge nesse exato momento, e presta auxílio ao amigo trazendo, por meio de telecinese, a Armadura de Pégaso. Permanecendo no Santuário a maior parte dos confrontos, Kiki usa seu Teletransporte para levar Mei até a Sicília, achando ser essa uma ordem de Atena.

Habilidades

Mesmo não sendo um Cavaleiro, Kiki possui consideráveis poderes paranormais. Sua principal habilidade é a Telecinese, com a qual é capaz de mover objetos (um ou vários) os manipulando como quiser. Foi isso que fez quando pela primeira vez viu Shiryu e tomou-o como um inimigo, atirando uma chuva de pedras contra o Cavaleiro de Dragão e, mais para frente, manipulando várias pedras e as atira contra Thetis de Sereia. Outra habilidade é o Teletransporte; Kiki é capa de cobrir grandes distâncias em pouco temp, podendo inclusive teletransportar objetos que se encontrem a distância considerável, como fez ao teletransportar a Armadura de Pégaso, durante a luta de Seiya contra Misty de Lagarto. Embora não tenha sido visto consertando qualquer armadura, Kiki está a par do processo de restauração, tendo podido mostrar aos Cavaleiros de Bronze os danos que seus trajes continham, no início da Batalha das Doze Casas. Ainda que esteja longe de ter o poder destrutivo dos Cavaleiros, Kiki mostrou considerável resistência física, tendo suportado uma sequência de chutes devastadores, desferidos por Isaak de Kraken.

Curiosidades

Cavaleiros de Atena
Deus
Grandes Mestres
Cavaleiros e Amazonas de Ouro
Cavaleiros e Amazonas de Prata
Cavaleiros e Amazonas de Bronze
Cavaleiros e Amazonas de Patente Desconhecida
Cavaleiros e Amazonas de Aço
Cavaleiros e Amazonas sem Constelação
Soldados, Aprendizes e Subordinados
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.