Artigo
Galeria

Seus dedos não deixam escapar nenhum tipo de mal!

Enciclopédia Oficial

Milo de Escorpião (蠍座のミロ Sukōpion no Miro) foi, no século XX, o Cavaleiro de Ouro de Escorpião que protegia a Casa de Escorpião no Santuário. Era um Cavaleiro fiel ao Santuário, obedecendo as ordens do Grande Mestre, embora houvesse ocasiões em que ele se negaria a realizar missões especificas por questões de orgulho, sentimento este que determinava o rumo de suas conversas inicialmente, tendo se tornado consideravelmente mais humilde depois de sua batalha contra Hyoga de Cisne.

Desde pequeno teve uma grande amizade com Camus de Aquário, e depois de sua morte se concentrou em zelar por Hyoga. Sua amizade com Camus sempre se fez profunda no Mangá e quando o viu como traidor na Saga de Hades, ele quase o matou enforcado enquanto foi reduzido a lagrimas. Se supõe que depois que os Cavaleiros de Ouro e os Renegados se uniram para atacar o Castelo de Hades, Milo e Camus reataram a amizade.

Curiosamente, Milo sempre se mostrará um mediador ou uma especie de juiz entre seus companheiros dado o seu enorme senso de justiça, como quando ele impediu seus irmãos de armas Mu de Áries e Aiolia de Leão de iniciarem uma batalha, bem como quando ajudou a acelerar a sentença de Kanon de Gêmeos com suas Agulhas Escarlates, passando por cima das ordens de Atena neste caso.

Etimologia

Do grego, significa Maçã. Alusão a Ilha de Milos, local onde esse Cavaleiro treinou. Algumas fontes (incluindo a nova dublagem brasileira), erradamente indicam "Miro", mas esta é na verdade a pronúncia japonesa.

Características

Aparência

Milo é um homem de estatura alta, magro mas visivelmente musculoso e de pele clara. Possui longos cabelos loiros (azuis escuro no anime) levemente ondulados, com uma franja que cobre sua testa

Inicialmente seus olhos eram totalmente azuis claros, mas na Saga de Hades seus olho se tornaram azuis esverdeado claro.

Personalidade

O forte senso de confiança e superioridade de Milo.

Milo é sempre seguro de si, é mais tranquilo do que a maioria dos outros Cavaleiros de Ouro. Ele tem uma natureza violenta e apaixonada, mas sempre preserva o próprio controle. Milo nunca mostra suas emoções e sempre se esconde atrás de uma máscara de imutabilidade e calma absoluta. É esta mesma calma que o torna um adversário formidável durante o combate. Milo nunca mostra dúvida e hesitação. Seus pensamentos e ações são harmonizadas perfeitamente. Está sincronia é particularmente evidente durante o combate. O combate é um dos raros momentos em que todas as suas paixões muitas vezes deixam-se aparecer e agir quando a situação realmente exige.

Ao enfrentar um oponente, seu rosto expressa uma mistura de emoções, entusiasmo, alegria raiva e fúria . Mas, além disso , Milo sempre permanece calmo e absoluto desprendimento aparece. poderia se dizer que tem o coração de um ator de teatro. Ele pode explorar as emoções dos outros perfeitamente e usa palavras como armas , com ironia e sentido de uma distribuição devastadora , tentando trazer o inimigo ao chão. Embora tem predileção para ação,

Milo tem um carinho especial pela arte das palavras , como sempre usando-as para desativar seus adversários e fazê-los atacar de forma imprudente. E não são só as palavras que usa: A atitude inteira de Milo é sempre cuidadosamente calculada de acordo com o objetivo que quer atingir.

Histórico

Episode Zero

Milo de Escorpião (Episode Zero).

Passados mais de duzentos anos, Atena reencarna aos pés de sua estátua, no Santuário, na presença dos Cavaleiros de Ouro e do Grande Mestre, que carinhosamente recolhe em seus braços a recém-nascida. O Grande Mestre revela que a Guerra Santa contra Hades está próxima e diz para os Cavaleiros de Ouro se prepararem. Sentindo a idade avançada, o Grande Mestre comunica que logo escolheria um sucessor dentre os Cavaleiros de Ouro, que deveria contar com o apoio de todos.

No dia seguinte, os jovens Cavaleiros de Ouro Milo, Mu de Áries, Aldebaran de Touro, Aiolia de Leão, Shaka de Virgem e Camus de Aquário se despedem de Shura e Aiolos, dizendo que irão treinar novamente por considerarem que ainda precisavam de experiência. Mas perguntam sobre o paradeiro de Saga, que desapareceu há vários dias. Aiolos responde que não sabe e diz que alguém como Saga logo voltará. Shura pede para eles não se preocuparem e para se concentrarem nos seus treinamentos. Todos concordam e cada um segue seu caminho.[2]

Saga do Santuário

Milo é convocado pelo Grande Mestre.

Anime - Milo de Escorpião é convoca pelo Grande Mestre que o coloca a par dos últimos acontecimentos envolvendo um pequeno grupo de Cavaleiros de Bronze desertores que protegiam uma menina que se dizia a deusa Atena. Quando o Grande Mestre incumbe Milo de eliminar os traidores, o mesmo opõem-se radicalmente, alegando ser uma tarefa indigna de um Cavaleiro de Ouro. O Grande Mestre explica a urgência em resolver a questão, alegando que isso poderia terminar numa guerra envolvendo os Cavaleiros de Ouro. Milo decide aceitar a missão quando é interrompido por Aiolia de Leão que reivindica para si a tarefa, dizendo que caso fosse preciso derrotaria Milo. O Grande Mestre consente. Milo conversa consigo mesmo sobre a personalidade do Grande Mestre bem como o fato de cada vez mais pessoas dentro do Santuário estarem se rebelando contra ele.[3]

Milo e Aiolia comparecem ao chamado do Grande Mestre.

Mangá - Tanto Milo como Aiolia são convocados pelo Grande Mestre e incumbidos de eliminar os Cavaleiros de Bronze, mas no final é Aiolia quem se prontifica a realizar a missão.[4]

Batalha das Doze Casas

Milo segura com as mãos o Cólera do Dragão.

Casa de Escorpião (Anime) - Quando Seiya de Pégaso e Shiryu de Dragão chegam a oitava casa, Milo estava pronto para combatê-los. Apenas utilizando a Restrição, Milo foi capaz de imobilizar Seiya e Shiryu, fazendo-os sentir-se como uma presa do escorpião. Shiryu foi o primeiro a tentar lutar. Disparando o Cólera do Dragão Milo simplesmente se esquiva, desafiando o Cavaleiro de Dragão a tentar de novo. Shiryu dispara o golpe que dessa vez Milo contém com as mãos, lançando Shiryu para os ares.

Milo elogia a façanha de Seiya por arranhar seu rosto.

Seiya é o próximo; o Cavaleiro de Pégaso lança o Cometa de Pégaso, conseguindo a proeza de arranhar o rosto de Milo.

Milo derruba Seiya com o ataque de um dedo na testa.

Milo reconhece que o Cosmo de Seiya está evoluindo, mas diz em tom de zombaria ainda estar aquém do poder dos Cavaleiros de Ouro. Irritado, Seiya ataca, porém Milo é mais rápido, conseguindo derrubar o Cavaleiro de Pégaso. Seiya e Shiryu decidem unir forças, atacando com o Meteoro de Pégaso e o Cólera do Dragão. Milo dispara o Agulha Escarlate, o que faz com que Seiya e Shiryu agonizem de dor. Quando daria o golpe final, Hyoga de Cisne, carregando Shun de Andrômeda, aparece. Dando um discurso motivacional, Seiya e Shiryu se levantam. Hyoga pede aos outros que partissem levando Shun, enquanto ficaria para combater Milo. A fim de permitir que os amigos deixassem a Casa de Escorpião em segurança, Hyoga usa o Círculo de Gelo, paralisando temporariamente Milo.

Milo vs Hyoga.

Milo aceita o desafio do Cavaleiro de Cisne. Ao tentar aplicar o Restrição, Hyoga se defende criando cristais de neve que protegem seu corpo. Milo elogia a perícia de Hyoga como um ótimo aluno do mago da água e do gelo Camus de Aquário, mas apenas isso não o salvaria. Hyoga dispara o Pó de Diamante ao mesmo tempo que Milo dispara a Agulha Escarlate. Milo é congelado pelo ataque do Cavaleiro de Cisne, mas apenas superficialmente. O ataque de Milo começa a causar fortes dores pelo corpo de Hyoga.

Milo dispara a Agulha Escarlate em Hyoga.

Milo explica a natureza de sua técnica, sendo cara disparo da Agulha Escarlate correspondente a uma das quinze estrelas da constelação de escorpião, sendo a última o golpe final. Hyoga recebe quatorze disparos pelo corpo. Milo pergunta o que Hyoga escolhe; rendição ou morte. Para surpresa de Milo, Hyoga consegue congelar suas pernas tempo suficiente para disparar o Turbilhão de Gelo. O ataque em forma de gancho arranca o elmo de Milo, porém sem causar maiores danos. Por outro lado, o efeito de várias Agulha Escarlate faz o sangue jorrar pelas minúsculas perfurações.

Milo salva a vida de Hyoga.

Milo diz não querer matar Hyoga por respeito a Camus, explicando o motivo que levou o Cavaleiro de Aquário a encerrar Hyoga no Esquife de Gelo, na Casa de Libra, tudo para que o Cavaleiro de Cisne não fosse morto. Ser tratado como um fraco enfurece Hyoga que exige lutar até a morte. Milo aceita a condição, decidindo premiar a valentia de Hyoga com Agulha Escarlate de Antares. O disparo final de Milo atinge Hyoga fazendo o sangue jorrar. Considerando-se vencedor, Milo nota sua Armadura de Escorpião congelada exatamente nos quinze pontos correspondentes as estrelas da constelação do escorpião. Milo reconhece que Hyoga havia feito seu Cosmo despertar o Sétimo Sentido, fazendo-o crescer ainda mais que o dele próprio. Milo sobrevivera apenas por estar vestindo a armadura dourada, mas que de fato teria morrido. Mesmo esvaindo-se em sangue, Hyoga se arrasta tentando continuar. A perseverança de Hyoga lança dúvidas em Milo que salva a vida do Cavaleiro de Cisne, pressionando o ponto que faz estancar a hemorragia. Aos poucos Hyoga recobra o animo e parte para junto dos amigos. .

Milo dá as boas vindas a Atena.

Quando Atena, salva por Seiya, chega à Casa de Escorpião, Milo, de joelhos, aguarda a chegada da deusa. O Cavaleiro de Escorpião, junto aos demais, a acompanha até o Templo de Atena, onde testemunha a derrota definitiva de Saga de Gêmeos. Posterior a isso, Milo, Mu, Aiolia, Shaka e Aldebaran doam seu sangue para restaurar as Armaduras destruídas dos Cavaleiros de Bronze, em sinal de gratidão pelos mesmos terem salvado Atena. Milo doou seu sangue para a Armadura de Cisne.

Mangá - Durante a batalha na Casa de Escorpião, Milo tem um combate muito menos intenso contra Seiya e Shiryu. Também ao contrário da versão anime, ao término da batalha no Templo de Atena, Milo parte até a entrada das Doze Casas, e junto aos demais Cavaleiros, jura fidelidade a Atena.

Saga de Poseidon

Milo, junto aos demais Cavaleiros de Ouro.

Por ordens do Mestre Ancião, Milo, Mu, Aiolia, Aldebaran e Shaka são impedidos de deixar o Santuário - embora o motivo não seja dito. Milo e os demais Cavaleiros se reúnem na entrada da Casa de Áries, onde debatem as opções. Milo diz que caso ele e Aiolia se unissem a luta, poderiam derrotar os Generais Marinas sem dificuldades, não entendendo porque o Mestre Ancião os proibia de lutar. O Cavaleiro de Escorpião permanece de prontidão, apaziguando uma pequena discussão entre Mu e Aiolia, testemunhando as armaduras de Sagitário e Aquário partirem para ajudar os Cavaleiros de Bronze. Milo permanece junto aos demais, olhando o sol brilhar por entre as nuvens, sinalizando a vitória de Atena sobre Poseidon.

Saga de Hades

Milo vs Kanon.

Templo do Grande Mestre - Hades, o Imperador do Submundo, inicia um ataque ao Santuário com alguns Espectros além de Cavaleiros ressuscitados. Milo permanece apostos na Templo do Grande Mestre, fazendo a segurança de Atena. Quando Saga desfere, da Casa de Gêmeos, um ataque que atinge o templo, Milo corre para ver do que se trata, encontrando Kanon, o irmão gêmeo mais novo de Saga. Apesar de estar comprometido com a causa de Atena, Milo recusa sua ajuda. Kanon, por sua vez, se recusa a partir, irritando Milo que começa a aplicar as Agulha Escarlate. Atena pede ao Cavaleiro de Escorpião que parasse, mas Milo se recusa, dizendo que caso Kanon quisesse expiar seus crimes devia suportar a dor. Milo dispara o que era para ser o último golpe, estancando a hemorragia de Kanon. Dirigindo-se a Atena, Milo diz sentir cosmos hostis, optando por ficar de guarda na Casa de Escorpião. Kanon pergunta se Milo deixaria Atena sozinha com um inimigo, ao que Milo responde não reconhecer um inimigo e sim um aliado.

Milo aplica a Agulha Escarlate nos Cavaleiros renegados.

Casa de Virgem - De volta a Casa de Escorpião, Milo acompanha a batalha na Casa de Virgem, se revoltando com Saga, Shura e Camus que haviam matado Shaka utilizando a Exclamação de Atena. Sem poder se conter, o Cavaleiro de Escorpião parte decidido a acabar com os renegados. Milo atinge o trio com a Agulha Escarlate, mas é quase derrotado pela Explosão Galáctica de Saga.

Milo, junto a Aiolia e Mu, executa a Exclamação de Atena.

A determinação dos Cavaleiros renegados de seguir adiante os fazem reutilizar a Exclamação de Atena. Milo une forças com Mu de Áries e Aiolia de Leão e também executam a técnica proibida. A colisão frontal de duas Exclamação de Atena gera um impasse em que a mínima distração significaria a destruição de um ou ambos os lados. A força adicional dos Cavaleiros de Bronze, contudo, manda as Exclamação de Atena para os céus, gerando uma forte explosão que termina de destruir a Casa de Virgem.

Os Cavaleiros renegados são levados perante Atena.

Milo, Mu e Aiolia sobrevivem, assim comoo trio de Cavaleiros renegados. Sem ver nenhum dos Cavaleiros de Bronze, Milo os toma como mortos. A fim de vingá-los, Milo se prepara para dar o golpe final, porém Atena fala diretamente através de seus Cosmos, pedindo que os Cavaleiros renegados fossem levados até ela. Relutante, Milo e os demais obedecem.

Após testemunhar a morte de Atena, Milo tenta estrangular Camus.

Templo de Atena - Ao chegarem ao Templo de Atena, a deusa entrega a Saga a Adaga Dourada pedindo-lhe que fosse morta. Milo testemunha Atena tirar a própria vida, enchendo-se de raiva e tristeza, chegando a ponto de tentar estrangular Camus, A partir desse ponto, se cientes de toda a verdade a cerca do real intento de Saga, Shura e Camus ou o plano de Atena, as duas tríades fazem aparentemente as pazes, saindo do Santuário e indo até o Castelo de Heinsten, a fim de matar Hades.

Milo é derrotado por Radamanthys.

Milo, Mu e Aiolia chegam ao castelo, onde Radamanthys de Wyvern, um dos três Juízes do Inferno, bloqueia o caminho. O espectro zomba da devoção dos Cavaleiros, chamando-os de pequeno incomodo. Milo, Mu e Aiolia tentam enfrentar Radamanthys que facilmente anula a Agulha Escarlate, o Relâmpago de Plasma e a Extinção Estelar. Com a barreira do castelo reduzindo a força dos Cavaleiros de Ouro, Milo, Mu e Aiolia são derrotados e jogados no Cocyto, o inferno de gelo para onde eram levado aqueles que se rebelaram contra os deuses.

Batalha no Submundo

Milo, Mu e Aiolia presos no Cocyto.

Cocyto - Milo, bem como Mu e Aiolia, não participa da maioria das batalhas que se desenrolam no Submundo, permanecendo aprisionados em Cocyto. Com Atena confrontando Hades, sua cosmo-energia chega até Cocyto, reanimando os Cavaleiros de Ouro que conseguem se libertar do inferno de gelo.

Milo derrota um espectro de Hades com uma única Agulha Escarlate.

Um pequeno grupo de Espectros acompanha a ressurreição dos Guerreiros de Atena. Reunindo coragem, um espectro tenta enfrentar Milo, mas é rapidamente vencido pela Agulha Escarlate. Mu e Aiolia dão cabo dos outros espectros. Mu comenta sobre o Cosmo que sentiram ser de Atena e que deviam partir o quanto antes. Milo lembra que Ikki de Fênix também fora jogado no Cocyto, porém o mesmo já tinha se libertado e partido.

Milo empunha uma das armas de libra.

Giudecca - Milo, Mu e Aiolia se reúnem a Dohko de Libra, Shaka de Virgem, Seiya de Pégaso e Shun de Andrômeda, em Giudecca, mais precisamente diante do Muro das Lamentações. Dohko diz ser possível derrubar o muro se replicassem a luz do sol por meio das armaduras douradas. Com isso o Cavaleiro de Libra libera as armas de sua armadura. Milo utiliza a Barra Dupla. Os Cavaleiros de Ouro usam todo seu poder, mas não fazem sequer um arranhão no muro. Dohko comenta que seria preciso a união dos 12 Cavaleiros de Ouro para conseguirem por abaixo o Muro das Lamentações. Nesse momento, as almas de todos os Cavaleiros de Ouro mortos comparecem a Giudecca.

Milo une forças com Shura e Camus para destruir o Muro das Lamentações.

Com todos os doze signos reunidos, os Cavaleiros de Ouro se despedem de Seiya, Shiryu, Hyoga e Shun, confiando-lhes Atena. Aiolos prepara para disparar a Flecha de Sagitário, a qual reuniria a força de todos. Enquanto os Cavaleiros de Bronze deixam a sala, Milo e os demais queimam ao máximo seus Cosmos. O último ato do Cavaleiro de Escorpião é se sacrificar, junto aos demais Cavaleiros de Ouro, conseguindo no processo destruir o Muro das Lamentações.

Outras Aparições

Filmes

Os Guerreiros do Armagedon

Milo (Os Guerreiros do Armagedon).

Os quatro Anjos da Morte, servos de Lúcifer, o anjo caído, invadem o Santuário de Atena, eliminando Milo e todos os Cavaleiros de Ouro que encontram pelas Doze Casas. Mais tarde, Milo ressuscita e doa seu Cosmo para Seiya salvar Atena.[5]

Prólogo do Céu

Milo e Aiolia tem suas almas seladas.

Enfrentando um julgamento divino, Milo tem sua alma selada, junto com os outros Cavaleiros de Ouro, por se rebelar diversas vezes contra os deuses, podendo somente observar a batalha dos Cavaleiros de Bronze contra Ártemis e Apolo.[6]

Habilidades de Luta

A precisão de seus golpes é impressionante – Milo pode perfurar com o dedo o corpo do oponente, no lugar onde escolher. A agulha cor de escarlate, se for enfiada diretamente no nervo central do inimigo, irá causar-lhe dor semelhante à picada de um escorpião.[7]

Milo possui também uma agilidade fora do comum, que usando a velocidade da luz, consegue dar trabalho à maioria dos inimigos, o que o faz por vezes desviar de golpes sem que o inimigo perceba.

No anime, Milo usa uma técnica para devastar a Ilha de Andrômeda. Trata-se da manifestação física do seu cosmo, onde cria um grande tornado, capaz de arremessar seus oponentes, como mostrado quando Milo arremessou para o ar os Cavaleiros da Ilha de Andrômeda. A técnica pode ser gerada a partir de leves movimentos do Cavaleiro de Ouro.[8]


Técnicas Secretas

Agulha Escarlate.gif

Agulha Escarlate

Agulha Escarlate de Antares.gif

Agulha Escarlate de Antares

Restrição.gif

Restrição


Patentes

Cavaleiro de Ouro de Escorpião
Antecessor
Écarlate
Sucessor
-

Curiosidades

Milo aparece na Casa de Libra após Hyoga ser mandado para Outra Dimensão na Casa de Gêmeos. A única mudança feita nesta cena foi a introdução de Camus no lugar de Milo.

  • Inicialmente, Masami Kurumada pretendia fazer de Milo o mestre de Hyoga, inclusive o autor chegou a escrever e ilustrar algumas páginas de seu Mangá, em que Hyoga e Milo interagiam como mestre e discípulo. Kurumada resolveu reescrever e redesenhar as páginas, após definir Camus de Aquário como mestre do Cavaleiro de Cisne. A mudança teria ocorrido porque o autor percebeu que poderia haver uma relação entre as constelações de Aquário e Cisne, isto porque ambos utilizam técnicas baseadas em gelo. As páginas não publicadas do Mangá com Milo como mestre de Hyoga podem ser encontradas na internet e em algumas publicações especiais sobre Saint Seiya.
  • Como revelado por Masami Kurumada no Volume 12 do Mangá, Milo se tornou Cavaleiro de Ouro bastante jovem. Ele recebeu o status de Cavaleiro de Ouro e a Armadura de Escorpião aos sete anos.
  • A luta entre Milo e Albiore de Cefeu ocorre apenas no Anime, no Mangá quem derrota Cefeu e devasta a Ilha de Andrômeda é Afrodite de Peixes.
  • Aparentemente, o Mestre Ares enviaria Milo para recuperar a Armadura de Sagitário e matar a jovem Saori Kido e os Cavaleiros de Bronze, porém, quando Aiolia de Leão se ofereceu, o Mestre Ares resolveu enviá-lo na missão ao invés de Milo, pois queria descobrir se o Cavaleiro de Leão realmente estava do seu lado.
  • Como dito na Saga de Poseidon, Milo acredita que, se ele unisse suas forças com Aiolia, ambos poderiam derrotar todos os sete Generais Marinas de Poseidon com facilidade.
  • A técnica "Agulha Escarlate" de Milo pode ser desferida lentamente, agulha por agulha, quando o mesmo deseja torturar o oponente por mais tempo (como visto nas lutas contra Hyoga e Kanon) ou pode ser desferida todas as 14 agulhas de uma só vez na intenção de derrotar o inimigo logo de princípio, sendo essa segunda variação utilizada somente na luta contra o Juiz do Inferno Radamanthys de Wyvern, na Saga de Hades. Milo também é capaz de derrotar inimigos "mais fracos" com apenas poucas "Agulhas Escarlate" (como o espectro no Cocyto), como ele relatava no seu combate contra Hyoga.
  • Milo possui uma grande amizade com Camus, desde a época de seus treinamentos (Milo e Camus já lutaram juntos contra um Giga no Episódio G). Devido a isso, Milo disse que não mataria Hyoga pelo grande respeito que tem a Camus. Inclusive, Camus contou somente para Milo que não gostaria de matar Hyoga na Casa de Libra, e sim, fazer um teste para ver o quanto o Cavaleiro de Cisne era determinado e qual é a sua capacidade como Cavaleiro (se é capaz ou não de despertar o 7º sentido), mostrando ter uma grande confiança pelo Cavaleiro de Escorpião, pois essa atitude do Cavaleiro de Aquário era contrária as ordens do Grande Mestre, que exigia o extermínio dos Cavaleiros de Bronze, sem hesitação. A decepção que Milo teve ao ver seu melhor amigo do passado aparentemente aliado a Hades, fez com que o Escorpião o enforcasse quase até a morte, embora tenha entrado em prantos ao fazer isso.

Referências

  1. Perfil do personagem no Site Oficial
  2. Mangá Saint Seiya: Episode Zero - Capítulo 1
  3. Anime Os Cavaleiros do Zodíaco - Episódio 36
  4. Mangá Os Cavaleiros do Zodíaco - Volume 7, Capítulo 26
  5. Filme Os Guerreiros do Armagedon
  6. Filme Prólogo do Céu
  7. Enciclopédia Cavaleiros do Zodíaco
  8. Anime Os Cavaleiros do Zodíaco - Episódio 40

Navegação

Cavaleiros de Atena
Deus
Grandes Mestres
Cavaleiros e Amazonas de Ouro
Cavaleiros e Amazonas de Prata
Cavaleiros e Amazonas de Bronze
Cavaleiros e Amazonas de Patente Desconhecida
Cavaleiros e Amazonas de Aço
Cavaleiros e Amazonas sem Constelação
Soldados, Aprendizes e Subordinados
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.