FANDOM


Artigo
Galeria

Não há nada que a espada santa do seu braço, não possa atravessar!

Enciclopédia Oficial.

Shura de Capricórnio (山羊座のシュラ Kapurikōn no Shura?) É o Cavaleiro de Ouro que protege a Casa de Capricórnio. Shura se considera o cavaleiro mais fiel a Athena, porém sua excessiva lealdade ao Santuário acabou levando-o a cometer uma série de equívocos. Seu golpe principal é Excalibur, no qual concentra seu cosmo numa rajada cortante de energia, como uma espada. Este golpe tem uma intensidade concentrada fortíssima, e sai na velocidade da luz.

Após a notícia da traição de Aioros, Shura dedicou-se em encontrá-lo antes de todos. Indignado pela notícia da traição, Shura não deu a Aioros a chance de se explicar, tentando matá-lo com sua Excalibur. Aioros consegue se desviar dos primeiros ataques, mas leva desvantagem por ter que se concentrar simultaneamente em proteger o bebê Athena, que leva nos braços. Shura adapta-se à movimentação de Aioros e lança uma Excalibur de maior diâmetro, atingindo o Cavaleiro de Sagitário em cheio.

Mesmo tendo sido atingido por um golpe do Mestre Ares, esgotado pela fuga do Santuário e atingido pela Excalibur, Aioros ainda tem forças para invocar sua armadura e atacar Shura com o poderossímo Trovão Atômico. Todavia, a grande bondade e ética do Cavaleiro de Sagitário pesa sobre o combate, pois Aioros não culpa Shura por ter sido iludido pelo Grande Mestre, e desvia seu golpe no último momento, para não matá-lo. Isso, aliado à esquiva feita por Shura, resulta num golpe sem grandes danos. Nesse interim, o bebê Athena caminha até onde Shura está, impedindo um novo ataque do Cavaleiro de Sagitário. Shura aproveita a hesitação de Aioros e o ataca com toda a força de sua Excalibur. Logo depois, desiste de matar o bebê, por sentir inconscientemente o cosmo de Athena. O Cavaleiro de Sagitário não tem mais salvação, mas ainda tem forças para buscar o bebê e entregá-lo a Mitsumada Kido.

Na batalha das 12 casa, Shura preparou uma armadilha para matar todos os cavaleiros de bronze de uma só vez, mas Shiryu percebeu a tempo e serviu de isca para que seus companheiros pudessem prosseguir.

Shura mostra o poder de sua Excalibur, destroçando o escudo e a armadura do dragão com grande facilidade. Shiryu consegue despertar o sétimo sentido e atacar Shura, porém este mostra ser um dos cavaleiros de ouro mais ágeis e consegue ainda assim deter os golpes. Shura também percebe que o coração de Shiryu fica desprotegido quando este lança seu Cólera do Dragão. Percebendo que não tem chance de vencer o Cavaleiro de Capricórnio, Shiryu lança seu Último Dragão, levando Shura até as estrelas. Perplexo pelas atitudes de Shiryu, Shura percebe a verdadeira devoção dos cavaleiros de bronze por Athena, e acaba impedindo a desintegração de Shiryu no espaço. Antes de morrer, Shura ainda passa telepaticamente para Shiryu o conhecimento sobre o golpe Excalibur.

Shura é um cavaleiro de ouro bastante poderoso, com facilidade espantosa em lançar sua fortíssima Excalibur na velocidade da luz. Além disso, Shura tem uma grande habilidade de luta, como ficou demonstrado na batalha das 12 casas, em que equilibrou a luta com Shiryu mesmo este tendo atingido o sétimo sentido.

Etimologia

Ashura é o deus indiano da guerra e da violência, tomado no idioma japonês somente como Shura. O nome também se refere à um grupo de guerreiros demônios divinos em sânscrito e a um conselho islâmico descrito no Alcorão.

Características

Aparência

No mangá, o autor Masami Kurumada deu a Shura cabelos pretos e curtos. No anime, os seus cabelos foram adaptados para verde escuro. Seu olhar é um tanto inexpressivo, ele possui olhos pequenos, e não possui íris grandes e brilhantes, o que é contrastante com o típico rosto triangular e delicado desenhado pelo autor.

Personalidade

Shura é um homem que impõe respeito e sempre está em uma posição de superioridade em relação as pessoas que o rodeiam, mantendo um grande orgulho e arrogância, além de se vangloriar que é o cavaleiro mais fiel a Atena; está crença cega o levou a cometer vários erros ao longo de sua vida, e fica claro que ele só tomou consciência de seus atos na fase final de sua luta com Shiryu, quando se arrependeu. Porém, existe um Shura em anime e mangá, contendo personalidades diferentes na obra de Kurumada e no anime da Toei.

No anime, vemos um Shura bastante tolo e cego. O mesmo personagem que exaltava ser o mais fiel dentre os cavaleiros achava justo matar um bebê indefeso. Se julgando piedoso à este ato. Este personagem se mostrou bastante covarde, ao utilizar a criança que Aioros defendia como meio de impossibilita-lo de atacar e defender com efetividade.

No mangá, o verdadeiro Shura, tem varias semelhanças com Afrodite de Peixes: ambos possuem o ideal de que “a força é a justiça”. Shura se diferencia por chegar a isso após perder a fé na humanidade, vendo apenas egoísmo nas motivações das pessoas. Para ele, a força do Grande Mestre tornava legítimo que governasse e que chegar ao seu objetivo era mais importante do que fazê-lo com justiça. Shura conhece e apoia as ações do Grande Mestre, inclusive sendo responsável direto pela morte de Aioros de Sagitário.

Então, finalmente Shura abre os olhos e nota que suas crenças e seus atos estavam, ao perceber os objetivos do sacrífico de Shiryu pela humanidade e sentir o confortante cosmo de Atena, ele se arrepende de seus atos naquele ultimo momento, salvando a vida do Cavaleiro de Dragão e confiando-o Atena.

Em Hades, Shura demostra que se arrependeu amargamente de seus atos, e junto a Camus e Saga, encenam um teatro ludibriando Hades e engando seus companheiros fingindo ser espectros com a missão de tomar a cabeça de Atena. Shura demostra grande compaixão e fidelidade a seus companheiros e Atena, mostrando que seus orgulho e arrogância desaparecerem de sua personalidade e ele agora é um cavaleiro realmente leal a justiça.

Histórico

Episode Zero

Shura de Capricórnio (Episode Zero)

Shura de Capricórnio em Episode Zero.

Passados mais de duzentos anos, Atena reencarna aos pés de sua estátua, no Santuário, na presença dos Cavaleiros de Ouro e do Grande Mestre Shion. O Grande Mestre revela que a Guerra Santa contra Hades está próxima e diz para os Cavaleiros de Ouro se prepararem. Devido a sua idade avançada, Shion decide escolher seu sucessor entre os Cavaleiros de Ouro. Shura interrompe dizendo que o próximo Grande Mestre deverá ser Saga ou Aiolos, pois a benevolência, sabedoria, valentia e poder de ambos está muito acima dos demais Cavaleiros de Ouro, que são muito jovens e ainda se encontram em fase de treinamento. Logo em seguida o Cavaleiro de Capricórnio pede desculpas por falar demais. Shion finaliza a reunião dizendo que pensa em tomar a decisão quanto antes e que quando momento chegar, seu sucessor terá o apoio de todos

No Santuário, os jovens Cavaleiros de Ouro Mu de Áries, Aldebaran de Touro, Aiolia de Leão, Shaka de Virgem, Milo de Escorpião e Camus de Aquário dizem para Shura e Aiolos que irão treinar novamente por considerarem que ainda precisavam de experiência. Mas perguntam sobre o paradeiro de Saga, que desapareceu há vários dias. Aiolos responde que não sabe e diz que alguém como Saga logo voltará. Shura pede para eles não se preocuparem e para se concentrarem nos seus treinamentos. Todos concordam e cada um segue seu caminho.

Shura vs Aiolos (Episode Zero)

Shura vs Aiolos.

Depois de assassinar Shion e tomar seu lugar como Grande Mestre, Saga de Gêmeos acusa Aiolos de haver tentado matar Atena, ordenando a todos que fossem em seu encalço. Ao chegar a casa de Capricórnio, Shura externa sua raiva pela suposta traição do amigo. Sem intenção de ouvi-lo dispara sua Excalibur. Aiolos revida lançando a Flecha das Sombras. Shura liberta-se da técnica e lança mais um ataque, porém Atena paralisa os movimento de Shura, usando o poder de Niké. Shura pede que Aiolos o mate, porém o Cavaleiro de Sagitário se recusa, dizendo que logo a Guerra Santa iria começar e Shura seria de grande valia para Atena.

Shura recupera os movimentos e junto de Afrodite de Peixes e Máscara da Morte de Câncer, vão atrás de Aiolos, o alcançando quando esse pretendia cruzar uma precária ponte de cordas. Máscara da Morte e Afrodite castigam Aiolos, que mesmo ferido se recusa a entregar Atena. Shura toma a frente do grupo, e utilizando a Excalibur corta as cordas da ponte, deixando Aiolos ser tragado pela escuridão do abismo. Máscara da Morte e Afrodite querem ir atrás dele, porém Shura os impede, dizendo que Atena morreria junto com Aiolos, mas logo a deusa tornaria a renascer no Santuário.

Shura vs Aiolos (anime clássico)

Shura vs Aiolos (anime).

Anime - Shura é o único Cavaleiro de Ouro visto a perseguir Aiolos. Depois de derrotar um grupo de Soldados Rasos, Aiolos é interceptado por Shura. Sem a menor intenção de ouvir o ex-amigo, Shura dispara seu ataque Excalibur. Aiolos deixa o bebê Atena escondido atrás das rochas, veste a Armadura de Sagitário e parte para enfrentar Shura. Disparando o Trovão Atômico, Aiolos consegue derrubar Shura, mas na distração Atena engatinha até Shura, deixando o Cavaleiro de Sagitário sem ação. Shura não pergunta nada, limitando-se apenas a disparar a Excalibur, derrubando Aiolos de um penhasco. Shura se volta para o bebê, imaginando que ela jamais sobreviveria sozinha. Prestes a matá-la, ele é impedido pela cosmo-energia do bebê. Shura então parte, preferindo abandonar a reencarnação de Atena a própria sorte.


Saga do Santuário

Casa de Capricórnio (Anime) - Shura embosca os quarteto de Cavaleiros de Bronze na saída de sua casa. Lançando a Excalibur, Shura abre uma enorme fenda que divide o grupo. Seiya de Pégaso, Hyoga de Cisne e Shun de Andrômeda são separados de Shiryu de Dragão, que permanece para enfrentar o Cavaleiro de Ouro. Shura faz pouco da valentia de Shiryu, mostrando a força de sua espada sagrada. Shura se gaba por ser o mais fiel a Atena, dentre os 88 Cavaleiros, contando a Shiryu sobre a luta que tivera com Aiolos. Shiryu expressa pesar pelo sacrifício do Cavaleiro de Sagitário, e apesar de dizer os motivos nobres de Aiolos, Shura segue sem acreditar.
Shiryu enfrentando a terrível Excalibur

Shura mostra o poder de sua espada Excalibur.

A luta começa com Shura disparando a Excalibur. Shiryu se defende utilizando o Escudo do Dragão. Lançando o Cólera do Dragão diretamente, Shura se esquifa e contra-ataca com seu Pedra Saltitante, devolvendo todo o impacto a Shiryu. Sem nenhuma dificuldade Shura fatia o escudo indestrutível, antes de despedaçar toda a Armadura de Dragão, deixando Shiryu perplexo. Lançando a Excalibur mais uma vez, é Shura quem se surpreende ao ter sua técnica bloqueada pelas mãos de Shiryu cujo Cosmo começar elevar-se. O Cavaleiro de Dragão jura que irá vencer e vingara a morte de Aiolos.
Shiryu quebra o braço esquerdo de Shura

Shiryu quebra o braço de Shura.

O Cosmo de Shiryu não para de ganhar amplitude, sendo capaz de desferir ataques que Shura não é capaz de bloquear, o fazendo crer que o Cavaleiro de Dragão fazia uso do Sétimo Sentido. Shiryu volta a aplicar o Cólera do Dragão, forçando Shura a permanecer na defensiva. Apesar do aumento de poder do adversário, Shura mostra uma postura confiante, dizendo ter percebido o ponto fraco no ataque de Shiryu.

Instigando Shiryu a atacar, Shura lança sua Excalibur, a enterrando no coração de Shiryu. Contudo, o Cavaleiro de Dragão redireciona o golpe, acertando o braço esquerdo de Shura e o inutilizando.
Shura perde se braço

Shura perde seu braço direito

Shura fica admirado pela valentia de Shiryu de expor intencionalmente seu ponto fraco, mas diz que a batalha está perdida e que logo o Cavaleiro de Dragão morreria pela perda de sangue. Shiryu reafirma sua promessa de que derrotaria Shura, começando a emanar uma forte cosmo-energia que toma a forma de um dragão que o circunda. Shura pergunta se a intenção de Shiryu era soltar o Cólera do Dragão, mas não obtém resposta. O Cavaleiro de Ouro ergue o braço direito e lança a Excalibur que penetra o peito de Shiryu. Gabando-se da vitória, Shiryu prende o braço de Shura ao seu corpo. Usando toda sua força decepa o braço direito de Shura e o agarra por trás, aplicando o Último Dragão.
Shura salva Shiryu

Shura salva Shiryu.

Shiryu e Shura começam a subir em direção o espaço, numa velocidade absurda. Shura adverte Shiryu que caso continuassem a subir assim, iriam derreter por causa do atrito. Shiryu não se arrepende, dizendo que fazia aquilo por Atena. Finalmente Shura se arrepende pelos erros que cometeu. Não querendo que Shiryu morresse Shura tira a Armadura de Capricórnio que protege Shiryu. Em seguida chuta o Cavaleiro de Dragão de volta a Terra, enquanto Shura continua a subir, desfazendo-se no espaço.

Saga de Poseidon

Cavaleiros de Ouro (Saga de Poseidon)

Shura junto a Saga, Aiolos e Camus.

Na batalha contra o imperador dos mares, Shura presta apoio moral a Shiryu. Durante a batalha contra Krishna de Chrysaor, Shiryu é encurralado pela Lança Relâmpago. O espírito do Cavaleiro de Capricórnio aparece para Shiryu, dizendo-lhe que não devia temer o poder da lança, pois em seu braço direito residia a Excalibur, arma com o poder de destruir qualquer coisa. Enchendo-se de animo, Shiryu volta a luta e consegue derrotar o General Marina. Com a vitória decisiva de Atena sobre Poseidon, cuja alma é novamente trancada na Ânfora de Atena, o sol volta a brilhar pelo mundo. A imagem de Shura junto a Aiolos, Saga e Camus, é vista nas nuvens, sobre o Santuário.

Saga de Hades

Shura aparecendo como Espectro

Shura aparecendo como Espectro

Casa de Áries - Revivido por Hades, o Cavaleiro de Capricórnio reaparece no Santuário ao lado de Camus de Aquário e Saga de Gêmeos, sendo liderados por Shion de Áries, antigo Grande Mestre do Santuário e mestre de Mu de Áries. O Cavaleiro de Áries fica espantado ao ver os três, perguntando se eles vieram até lá com o intuito de matar Atena. Shura confirma, lançando sua Excalibur em Mu que se teletransporta. Mesmo com todo seu poder, Mu não é capaz de fazer frente a três ex-cavaleiros de ouro. Apesar de nada dizerem, Mu consegue enxergar que o grupo chorava lágrimas de sangue. Shion detém a execução de Mu, ordenando a Shura, Camus e Saga que atravessassem as Doze Casas e lhes trouxessem a cabeça de Atena em menos de doze horas.

Casa de Touro - Não há luta. Shura, Camus e Saga atravessam sem empecilhos por Aldebaran, que havia sido previamente derrotado por Niobe de Deep, um dos espectros legítimos do exército de Hades.

Ilusao da casa de gemeos

Shura e Camus presos no labirinto de Gêmeos

Casa de Gêmeos - Ao chegarem na terceira casa, Saga pede a Shura e Camus que seguissem em frente, pois queria acertar contas com seu irmão Kanon de Gêmeos sozinho. A dupla segue adiante, mas acabam sofrendo com o Labirinto de Gêmeos, onde continuariam a correr pela eternidade, sem jamais encontrar a saída. A situação só muda quando Saga consegue derrotar Kanon, temporariamente, consequentemente pondo fim as ilusões. Na saída, Shura fica extremamente surpreso com o grande poder do novo Cavaleiro de Ouro de Gêmeos.

Os Cavaleiros Renegados na palma da mão de Buda

Os Cavaleiros renegados na palma da mão de Buda.

Casa de Câncer - Ao chegarem na quarta casa, Shura, Camus e Saga deparam-se com uma série de obstáculos ilusórios. O trio rapidamente percebe o truque de Shaka de Virgem para retê-los ali, e o atacam. O Cavaleiro de Virgem se protege com seu Kahn, contra-atacando o trio com seu Rendição Divina, destruindo parte da Casa de Câncer. Shura, Camus e Saga ocultam seus Cosmos, evitando de serem rastreados pelos espectros de Hades, dando continuidade a missão.

Casa de Leão - Ainda no caminho da quinta casa, Shura, Camus e Saga encontram um pequeno grupo de espectros e os eliminam. Shura e os demais vestem as Sobrepeliz desses espectros e se juntam ao pelotão do exército de Hades que vinha subindo as Doze Casas. Chegando a Casa de Leão, Aiolia de Leão elimina alguns adversários, sentindo entre eles um Cosmo familiar. Raimi de Verme se apresenta para lutar, ficando para trás enquanto Shura, Camus, Saga e outros espectros partem.

Shaka de Virgem vs Cavaleiros Renegados

Shura, Camus e Saga vs Shaka.

Casa de Virgem - Shura, Camus e Saga voltam a confrontar Shaka que lhes arranca as Sobrepeliz, os expondo a todos. Shaka se mostra contra enfrentar três ex-cavaleiros de ouro, aparentemente permitindo que passassem. Quando o grupo de espectros que os seguiam pensam em atravessar também Shaka derrota a todos com o Rendição Divina. Shaka tenta extrair a confissão real do motivo para as ações do grupo, porém eles reiteram o desejo de matar Atena. Shaka se levanta e guia o grupo até as Árvores Salas Gêmeas, onde ali enfrentaria os três até a morte.

Lutando como pode, Shaka consegue escapar dos ataques combinados por pouco. Sabendo que não poderia continuar naquele ritmo, Shaka aplica o Tesouro do Céu, golpe que paralisa o trio de Cavaleiros renegados, extraindo um a um seus cinco sentidos. A única opção era usar a técnica proibida, a Exclamação de Atena, o que os renegados relutam, mas acabam por fazê-lo. Shaka é pulverizado, contudo seu espírito resiste tempo suficiente para escrever com seu sangue uma mensagem nas pétalas das árvores, antes de se desfazer. Cheios de dor e culpa, os renegados retornam para a Casa de Virgem, deparando-se com Mu de Áries, Aiolia de Leão e os Cavaleiros de Bronze.

Exclamação de Atena - Saga, Shura e Camus

Shura, Camus e Saga preparam a Exclamação de Atena.

Aiolia imediatamente os ataca, sem se importar com qualquer explicação que pudessem dar. Milo de Escorpião se junta ao grupo, passando a atacá-los com a Agulha Escarlate. Apesar de gravemente feridos, Shura, Camus e Saga insistem em cumprir sua missão, tomando a pose para lançar uma segunda Exclamação de Atena. Mu, Aiolia e Milo fazem o mesmo. A colisão frontal de ambas as técnicas gera um impasse no qual a miníma distração acarretaria na destruição de um dos lados. A força adicional dos Cavaleiros de Bronze pesa contra a dos Cavaleiros renegados, ocasionando numa enorme destruição. Shura, Camus e Saga sobrevivem, assim como Mu, Aiolia e Milo. Atena se comunica através de seus cosmos, pedindo que não os matassem mais que trouxesse os renegados até sua presença.

Templo de Atena - Mu, Aiolia e Milo obedecem as ordens de Atena e carregam os Cavaleiros Renegados até a deusa. Atena é capaz de sentir o enorme sentimento de culpa nos corações de Shura, Camus e Saga, se solidarizando com eles. Tomando a Adaga Dourada com a qual Saga tentou matá-la a treze anos, a deusa pede que a matassem, assim eles seriam libertos do seu sofrimento. Percebendo que nenhum deles teria coragem Atena corta a própria garganta.

Castelo de Hades

Shura ameaça Pandora

Shura ameaça Pandora.

Os Cavaleiros de Ouro partem ao Castelo de Hades, objetivando matar o imperador do submundo e protegerem a deusa Atena. Mu, Milo e Aiolia são barrados por Radamanthys de Wyvern, mas Shura, Camus e Saga - levando uma manta com o corpo de Atena - vão se reportar a Pandora.

A representante de Hades congratula a missão bem sucedida, pedindo para ver o corpo de Atena. Os Cavaleiros renegados pedem por uma audiência com Hades para garantir suas vidas. A relutância de mostrarem o corpo gera desconfiança em Pandora que manda Zelos de Sapo verificar o que traziam na manta. Saga atira a manta no espectro, ao mesmo tempo que Shura se move para trás de Pandora, a ameaçando com sua espada Excalibur. A manta estava cheia de sangue que os Cavaleiros dizem ser de Atena, mas que o corpo desapareceu no trajeto do Santuário até lá. Pandora não acredita, imaginando que desde o começo era intenção do trio rebelar-se contra Hades.

Shiryu se reencontra com Shura

Shura se reencontra com Shiryu.

Shura tenta intimidar Pandora com sua Excalibur, mas Pandora diz que apesar do empenho dos Cavaleiros Renegados em salvar Atena, eles esqueceram de uma detalhe muito importante que era a que suas vidas temporárias estavam prestes se extinguirem. Pandora resolve ir embora e deixa os cavaleiros de ouro agonizando no chão. Antes de morrer, Shura se encontra com Shiryu de Dragão, que havia chegado ao Castelo junto com os demais cavaleiros de bronze. Shura morre nos braços de Shiryu, pedindo para que o mesmo continue a proteger Atena.

Ao despertar o seu 8º sentido (o qual permite que a pessoa fique em estado perfeitamente animado e racional, mesmo estando no mundo dos mortos, que também é conhecido como Arayashiki), o Cavaleiro de ouro de Capricórnio reaparece no Muro das Lamentações junto a todos os Cavaleiros de Ouro mortos (Saga, Camus, Máscara da Morte, Afrodite, Aldebaran e Aioros) e se sacrifica para poder criar a luz do sol e derrubá-lo. Antes de morrer, Shura se despede de Shiryu novamente, pedindo para que o mesmo siga para os Campos Elíseos e lembrando-o de que seu braço direito possui a capacidade de cortar qualquer coisa.

Outras Aparições

Filmes

A Lenda dos Defensores de Atena

Shura e Camus se revoltam quando Abel mata Atena

Shura e Camus se rebelam contra Abel.

Abel, irmão mais velho de Atena, retorna aos tempos atuais com o firme objetivo de exterminar a raça humana por conta de seus pecados. Para isso o deus sol ressuscita Shura de Capricórnio, juntamente com Saga, Camus, Máscara da Morte e Afrodite, afastando a deusa de perto dos Cavaleiros de Bronze. Quando Atena se volta contra Abel, esse rapidamente a oblitera.

Mesmo unindo forças, Camus e Shura são derrotados pelos Guerreiros da Coroa do Sol

Shura e Camus são derrotados.

Shura e Camus condenam a atitude de Abel, dizendo que prestaram fidelidade ao deus por serem fieis a Atena, e que o ato de matá-la é condenável, mesmo tendo sido praticado por um deus. Os guerreiros da guarda pessoal de Abel advertem os dois Cavaleiros de Ouro que se continuassem seriam tratados como rebeldes contra os deuses. Shura e Camus partem para o combate, porém o ataque combinado de Jaô de Lince, Berengue de Cabeleira de Berenice e Atlas de Carina supera os cosmos de Shura e Camus que são derrotados.

Prólogo do Céu

Camus e Shura

Shura e Camus recebem o castigo dos deuses.

Devido os constantes pecados cometidos contra os deuses, os Cavaleiros de Ouro (exceto Aioros), surgem com as almas seladas como castigo pela rebeldia, podendo apenas observar os Cavaleiros de Bronze realizarem milagres na luta contra os Cavaleiros Celestiais e a batalha contra Artemis e Apolo.

Habilidades de Luta

Shura de Capricórnio possui um grande poder, capaz de rivalizar até mesmo com o poder dos Titãs, como mostrado no mangá Episódio G. Durante a sua luta contra Shiryu de Dragão, ele diz que seus braços e suas pernas são tão afiadas como aço, e suas técnicas de luta corporal são as mais avançadas entre os Cavaleiros de Ouro (controle e resistência de braços e pernas sendo capaz de fazer manobras no ar facilmente), mas seu braço direito em especial, pois possui a espada sagrada que pode dividir tudo, chamada de Excalibur. Como foi dito por Shaina de Ofiúco e Shaka de Virgem durante a Saga de Hades, Shura é um dos cavaleiros de ouro mais poderosos de seu tempo (Século XX).


Técnicas Secretas

Excalibur verdadeira

Excalibur

Pedra Saltitante2

Pedra Saltitante

Exclamação de Atena (1 Versão)

Exclamação de Atena


Curiosidades

Shura Bruce Lee

A homenagem a Bruce Lee.

  • No anime, durante sua batalha contra Shiryu de Dragão, Shura faz um gesto com as mãos similar à pose clássica de Bruce Lee. Os produtores fizeram isto propositalmente, como uma forma de homenagear o artista marcial.
  • Aparentemente, na saga de Hades, para evitar de matar os cavaleiros de ouro remanescentes, ele não utliza todo o poder de corte da Excalibur, visto que com o poder total, o teletransporte para traz que Mu utilizou para evitar o golpe na Casa de Aries não funcionaria, pois o golpe alcança longas distâncias, o golpe causou o mesmo dano no Khan de Shaka que o Pó de Diamante do Camus, Shaka deteve o golpe enquanto lutava com ele apenas colocando seu braço na frente sem sofrer um arranhão na armadura, e Shura não abriu cratera alguma, visto que o golpe tinha conseguido abrir uma cratera gigantesca na Batalha das 12 Casas, quando os cavaleiros de bronze saiam da Casa de Capricórnio, uma cratera de imensa em largura e profundidade, sendo que Shura nem tinha saído da Casa de Capricórnio para lançar um ataque do lado de fora que era tão poderoso.
  • Sua espada passada para o braço de Shiryu, tinha um corte tão forte, que cortou a Lança e as Escamas de Chrysaor com um único ataque. Porém, a versão da espada de Shiryu não é tão definida como a de Shura e reside apenas em seu braço direito, enquanto a de Shura pode ser usada por qualquer lugar do seu corpo.

Galeria de Imagens

Cavaleiros de Atena
Deus
Grandes Mestres
Cavaleiros e Amazonas de Ouro
Cavaleiros e Amazonas de Prata
Cavaleiros e Amazonas de Bronze
Cavaleiros e Amazonas de Patente Desconhecida
Cavaleiros e Amazonas de Aço
Cavaleiros e Amazonas sem Constelação
Soldados, Aprendizes e Subordinados
  1. REDIRECIONAMENTO Predefinição:Cavaleiros de Atena
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.